Ao longo de sua história, a UnB exerceu papel importante ao contribuir com a formação de uma consciência nacional de cidadania e proporcionar um espaço para o surgimento de idéias libertárias, vanguardistas e democráticas. Segundo Albert Einstein, a distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente. As reflexões na Comissão UnB 50 anos permanentemente apontavam que as análises sobre o passado e o presente poderiam inspirar ações virtuosas no futuro. Nesse contexto, a administração superior da UnB propôs a criação de um comitê que teria como missão pensar o futuro da nossa Universidade. Assim, como continuidade da Comissão UnB 50 anos surge a Comissão UnB.Futuro.

A iniciativa busca ser um novo espaço para a reflexão, propondo idéias e ações para construir um modelo de universidade compatível com a realidade e as demandas do século XXI, tendo como eixo principal o aprimoramento da qualidade de seus cursos através do ensino, pesquisa e extensão. Espera-se que esse espaço seja uma usina de ideias – um “think tank” – que apontem para termos uma universidade harmonizada com a demanda da sociedade na formação de recursos humanos e no avanço científico e tecnológico das próximas décadas.

A Comissão UnB.Futuro é conduzida pelo Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP) em parceria com o Núcleo do Futuro (n.Futuros/CEAM). Em cada reunião é discutida uma temática. A partir do tema escolhido será convidado(a) um(a) especialista do assunto para proferir uma conferência introdutória seguido de um amplo debate de ao menos duas horas. As conferências serão registradas por gravação de som e imagem. Uma equipe editorial elaborará um documento-síntese que, necessariamente, deverá incluir as recomendações de curto, médio e longo prazo no âmbito das temáticas discutidas. As reflexões e sugestões provenientes das conferências e dos debates subsequentes serão publicadas em livros e outros instrumentos de comunicação e difusão. Espera-se a participação intensa da comunidade universitária, da sociedade como um todo e de personalidades da área de educação, de cultura e de ciência e tecnologia.

A Universidade tem vários desafios nos próximos anos, tais como:

a) atender à demanda para o acesso a educação superior e a necessidade de maior inclusão social;
b) o desafio de admitir em seus quadros os melhores talentos entre os estudantes sem barreiras socioeconômicas, étnicas ou de gênero;
c) aprimorar os mecanismos de apoio à permanência estudantil;
d) formação de recursos humanos que possam ter uma atuação profissional flexível e interdisciplinar;
e) realização de novos modelos de ensino superior que permitam explorar o potencial das novas tecnologias de informação e comunicação;
f) o papel da universidade na melhoria da qualidade do ensino básico;
g) consolidar o papel da universidade no projeto de desenvolvimento social e econômico do Distrito Federal e do País;
h) produção de saber de qualidade e impactante para o aperfeiçoamento da ciência e desenvolvimento tecnológico com foco na melhoria da qualidade de vida da sociedade;
i) internacionalização das atividades acadêmico-científicas.

Pensando no horizonte de das próximas décadas várias questões emergem: Qual será o papel da modalidade do “ensino presencial” versus “ensino à distância”? O atual padrão de carreira universitária será mantido? Como a universidade do futuro se relacionará com outras instituições de pesquisas, locais, nacionais e do exterior? A universidade do futuro será um lugar ou um conceito, em rede, de tudo que une a busca de um saber, não só ensino superior? Como a universidade deveria se relacionar com o setor produtivo e com o Estado? A universidade de excelência requer autonomia?

As reuniões da Comissão UnB.Futuro são realizadas em parceria com o público. O primeiro evento da UnB.Futuro foi realizado na segunda, 6 de maio de 2013, às 14 horas, no Auditório da Reitoria. O tema da conferência foi “O que é necessário para que a Universidade seja a vanguarda do pensamento contemporâneo?”, proferida pelo Professor e Senador Cristovam Buarque.

O DPP e o n.Futuros convidam toda a comunidade universitária e de Brasília para o debate continuado de idéias.


¹Professor do Instituto de Ciências Biológicas e Decano de Pesquisa e Pós-Graduação

²Professor Emérito e Coordenador do n.Futuros

³Professor da Faculdade de Comunicação e Coordenador Executivo da Comissão UnB.Futuro

Zapping - UnBTV

Na quarta Sessão Pública da comissão UnB.Futuro Eric Rabkin discutiu as perspectivas da educação para o futuro. Veja a matéria produzida pela UnBTV sobre o evento.

Coordenação:

Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP),  em parceria com o Núcleo do Futuro (n.Futuros/CEAM)

FacebookTwitterDeliciousLinkedin